Mensagens

Judas era o tesoureiro?

Por Jon Bloom| 19 de Agosto de 2011

Judas Iscariotes “era ladrão e, tendo a bolsa, tirava o que nela se lançava” (João 12:6).

Alguma vez já te ocorreu que Jesus colocou um ladrão encarregado de sua bolsa?

De todos os discípulos, Jesus escolheu Judas para ser tesoureiro de sua missão itinerante sem fins lucrativos. É tentador oferecer ao Senhor uma consultoria de boa gestão. Doadores estavam apoiando financeiramente este ministério (Lucas 8:3) e o cara que Jesus sabia que era um “diabo” (João 6:70) foi constituído o chefe do setor financeiro. Ora, Jesus não era ignorante quanto aos furtos de Judas. Então por que ele o deixou administrar o dinheiro? Creio que Jesus estava praticando o que ensinava.

Ele disse: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde… ladrões escavam e roubam” (Mateus 6:19). Deste modo, ele nos apresentou pelo exemplo o que quis dizer. Disse ele: “onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mateus 6:21). Assim, ele mostrou-nos o cruel, alucinado, e desolador fim de se valorizar a coisa errada.

Jesus disse: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas” (Mateus 6:24). Com isso, ele nos mostrou um inquietante exemplo do que é amar ao dinheiro e odiar a Deus. O chocante é que, por um bom tempo, isso pode realmente parecer aos outros como devoção a Deus. Judas era conhecido como discípulo de Jesus. Ele estava sempre dizendo e realizando as coisas certas, de maneira que nem mesmo os outros discípulos pareciam suspeitar dele (João 13:28-29). Foi um golpe doloroso quando a idolatria oculta de Judas veio à tona.

Com Judas e a bolsa, Jesus foi dando os contornos de onde não devemos colocar nossa confiança: no dinheiro. Ele de tal maneira confiou em Seu Pai o qual forneceria tudo o que precisava para cumprir seu chamado, que ele não teve medo de uma escassez de dinheiro. Ele dormia em paz, mesmo sabendo que Judas estava roubando.

Judas, por outro lado, se tornou o garoto-propaganda de 1 Timóteo 6:10: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”.

Jesus não pretende que nós sigamos seu exemplo de apontar ladrões como tesoureiros. Somente Deus é sábio o suficiente para fazer isso. Mas ele pretende que venhamos a seguir o seu exemplo em procurar o Reino em primeiro lugar, crendo que tudo o que precisamos nos será concedido (Mateus 6:33).

“Não temais, ó pequenino rebanho; porque vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino” (Lucas 12:32). E nosso Pai pode facilmente nos dar aquilo que qualquer ladrão pode roubar.

© Desiring God Permissões: É permitido e incentivado a reprodução e distribuição deste material em qualquer formato, desde que você não altere a formulação de qualquer maneira e não cobre uma taxa além do custo de reprodução. Para postagem na web, um link para este documento em nosso site é o preferido. Qualquer exceção acima deve ser aprovada pelo Desiring God. Por favor inclua a seguinte declaração sobre qualquer cópia distribuída: By John Piper. © Desiring God. Website: desiringGod.org

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s