Mensagens

…como uma criança.

“Digo-lhes a verdade: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele”. pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas” (Lucas 18:17,16b).

Penso no modo pelo qual Jesus ilustrou o reino de Deus sendo tomado por aqueles que se tornam como crianças. E imagino aquilo que se refere ao mundo delas: Crianças não dominam nada, são sujeitas e são felizes por isso. Pois esta sujeição é o abrigo e o conforto que cerca sua existência, seu mundo. Elas não precisam conquistar algo, elas são simplesmente supridas naquilo de que sentem necessidade. E justamente por não possuir nada, não são possuídas por nada também. Isso se deve, talvez, pelo fato de não cobiçar nada além daquilo que lhes alegra a alma – como brinquedos, brincadeiras, parquinhos, jogar bola, brincar de esconde, manja-pega e tantas outras coisas que definitivamente não despertam a cobiça – pois não há necessariamente nenhum objetivo a ser alcançado. Não há prêmio. A única recompensa é encher-se daquilo que não as enche. Diante disso, aqueles que são mais necessitados, são os mais dignos de receber o que não merecem. Os aptos são os que não são aptos a coisa nenhuma, principalmente de receber o Reino de Deus, o qual nos foi concedido gratuitamente, mas por um preço altíssimo, inestimável, imensurável: O sangue de Jesus, Seu Filho. Mas Deus confiou seu Reino ao Filho e, unicamente por meio dele, somos coerdeiros de um dom que não somos merecedores. Foi do agrado de Deus confiar o Bem àqueles que são necessitados e não possuem nenhuma virtude em si mesmos que possa valer de câmbio, pois a salvação é inegociável, é gratuita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s