Evangelho

Por que somos cristãos? – Parte 1

Uma reflexão do ponto de vista antropológico-teológico-sociológico-psicológico, etc…

A razão da nossa fé está primariamente ligada ao fato de crermos no único Deus que fala. Ele falou e por sua palavra os mundos foram criados. Falou e tudo que é visível passou a existir a partir do que é invisível. E que esse mesmo Deus se fez carne na pessoa de Jesus Cristo, o Verbo da Vida.

Da mesma maneira, quando Deus fala em nós, algo que é invisível aos olhos ocorre em nosso interior. Em meio ao mais profundo do nosso ser, onde nem mesmo nós costumamos ir, na nossa consciência, quase a porta do subconsciente lá Deus fala em nós. Mas isso somente por causa da sua Palavra enviada, evangelizada, encarnada em Jesus, a Palavra que se fez carne e habitou entre nós.

Quando a semente é lançada ao solo, ela morre e germina um novo ser. Árvores colossais e centenárias brotam de uma aparentemente despretensiosa sementinha. Assim também a Palavra que nos foi evangelizada. Somos cristãos pois cremos na Palavra que cria mundos muito além de nosso alcance intelectual, embora muitas vezes estejam mesmo dentro de nós. Somos cristãos porque somos convencidos pela Palavra da vida. E, quando olhamos ao nosso redor é inevitável vermos que há algo de errado com o mundo fora, e também conosco dentro. Porém, até mesmo aqueles que não professam crença alguma também veem que de fato há algo de muito errado no exterior. No entanto, do lado de dentro não conseguem enxergar que o que está faltando do lado de fora é Aquele que está faltando do lado de dentro.

Por isso, a Palavra se torna viva em nós quando a ouvimos, entendemos, somos persuadidos pela verdade que é, cremos e somos impactados. A palavra ganha estatura dentro de nós e não poucas vezes se manifesta no invisível, no silêncio, no escuro do coração, onde está instalado o caos interior. Porque é exatamente onde existe trevas que se faz a necessidade da Luz, que vinda ao mundo ilumina todo ser humano. É a Luz do Espírito que faz do caos e das trevas um lugar habitável, frutífero, habitado pelos nossos semelhantes e pelo nosso Deus que faz dali um lugar de encontro no fim da tarde. E assim aquilo que era invisível se trona palpável. A Palavra toma forma e contorno.

É pela Palavra que somos convencidos e nossos olhos são libertos das escamas postas, e assim nos damos conta que crucificamos o amor. E é somente assim, quando vemos o Amor pendurado no madeiro, que entendemos onde deveria ser o nosso lugar. Aí sim estamos preparados para assumir também nossa cruz, o lugar mais alto onde podemos ser colocados. De maneira que, olhando em nós o pecado, reconhecemos que o lugar dele é a cruz vergonhosa, humilhante. Pois é só de lá de cima que olhamos o mundo com os olhos de Jesus.

Nele não há pecado algum, mas então ele tomou o nosso lugar se fez pecado por nós. Nos deu também o exemplo de que se alguém quer ser notado deve ser pela humilhação da cruz. Quem quiser ser exaltado deve primeiro humilhar-se na cruz. Conquanto Ele mesmo sendo condenado injustamente, olhou para o mundo ao seu redor, e mesmo em meio a agonia da morte intercedeu pelos pecadores dizendo: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem”.

Essa Palavra gera no cristão a consciência de saber o caminho da cruz, a necessidade de percorrê-lo, e a capacidade de vivê-lo pois Jesus disse que aquele que quiser salvar a sua própria vida, vai perdê-la; mas aquele que a perder por causa dele, esse já a salvou. Quem quiser ver o mundo como um verdadeiro cristão, deve assumir a posição do ladrão condenado na cruz que disse a seu companheiro: “A nossa condenação é justa, e por isso estamos recebendo o castigo que nós merecemos por causa das coisas que fizemos; mas ele não fez nada de mau.  Então disse: — Jesus, lembre de mim quando o senhor vier como Rei! Jesus respondeu: — Eu afirmo a você que isto é verdade: hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23:41-43). A cruz é lugar de consciência de si, consciência das incapacidades humanas, e de profunda contemplação da graça salvadora de Deus em Cristo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s