Mensagens

Um Homem Segundo O Coração De Deus – parte 2

“Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, ele fará tudo conforme a minha vontade” (Atos 13:22 – KJA)

Alguns aspectos sobre Davi que nos levam a pensar sobre por que tal título.

No post anterior vimos a diferença entre Saul, que não guardou a Palavra do Senhor, e Davi que persistiu em obedecer a Deus. Dessa vez, veremos algo sobre as particularidades de Davi e os desdobramentos de sua fé.

A proeminência de Davi evidenciada na Escritura é claramente percebida após ele ter matado o gigante Golias. Ele já havia sido escolhido pelo Senhor e ungido por Samuel, mas Saul ainda era o rei e o que saia às guerras do Senhor dos Exércitos. O primeiro rei de Israel permaneceu no trono por quarenta anos antes que a dinastia a partir de Davi fosse firmada por Deus.

Por ter sido ungido e reconhecido pelo povo de Deus como o guerreiro e rei que a nação precisava, parecia que o pastorzinho de Belém teria uma vida de regalias no palácio, desfrutando uma vida de bonança, sem importunação, pacata. Mas, quando lemos os Salmos e a história de Davi não é o que vemos, pelo menos antes de sua velhice.

O início de um período áureo na vida do servo de Deus, foi na verdade o princípio de muita tribulação, dor, perseguição, angústias, mágoas, pecados, choro, aflição, decepção, raiva, traição e tantas outras coisas que poderiam ser citadas (leia por exemplo o Salmo 55). Sim seria o princípio de um período de ouro, muito precioso na vida de Davi. Mas esse ouro passaria por depuração. Era o momento em que Deus estava operando a purificação, retirando as impurezas e fortalecendo a fé de Davi. Isso o próprio Davi testifica: foi bom para mim ter sido afligido (ou castigado), para que aprendesse os teus decretos (Salmo 119:71).

Tudo o que ocorreu com Davi foi reconhecido inúmeras vezes, não como obra maligna, mas como ação graciosa de Deus lhe dando oportunidade de aprender mais do Deus de sua vida, mesmo em face de acusações tão severas como a de Simei (2Sm. 16:5-12). Davi na ocasião disse: Ele me amaldiçoa porque o Senhor lhe disse que amaldiçoasse Davi. Portanto, quem poderá questioná-lo? Que amaldiçoe, pois foi o Senhor que mandou fazer isso. Talvez o Senhor considere a minha aflição e me retribua com o bem a maldição que hoje recebo (2Sm. 16:10-11). Veja, Davi não fez caso da maldição que Simei lhe proferia e apedrejava a ele e o exército. Pelo contrário, Davi em tudo reconhecia sua condição e buscava uma ocasião de obter misericórdia. Ele sabia que tanto o bem quanto o mal vinham do Senhor, e de maneira alguma isto o faria vê-lo como Deus injusto.

Sua vida de fé foi impulsionada por inúmeras situações de provas e tribulações. Quer na sua vida pessoal como tentações, conflitos familiares (o caso de Absalão), quer na vida como figura pública (seu reinado sobre Israel). Ele foi provado no seio de sua família. Embora tenha falhado com o caso Amnom-Tamar-Absalão – possivelmente por sua vergonha, humilhação e sentimento de falta de moral quanto ao que sua consciência lembrava de Bate-Seba e Urias, Davi permaneceu fiel ao Senhor até o fim de sua vida, porém humilhado.

Deus foi a fonte de muitas adversidades na vida de Davi. Ele já não era mais o mesmo pastor de Belém. Seus Salmos refletem a linguagem de alguém que constantemente se sente alvo de Deus. Porém, sua compreensão e percepção de Deus sempre eram corretas. Ele tinha a Lei de seu Deus em seu coração para não errar (Sl. 119:11). O rei de Israel não atribuía a Deus falta alguma.

Seus inimigos também são assunto frequente nos seus cânticos. Não bastasse os inimigos entre as nações ao redor Davi teve que lidar com um inimigo muito pior, mais sagaz e silencioso. Primeiro, Saul, depois seu filho Absalão, e Seba que desviou muitos de seguir a Davi (2Sm. 20). A respeito disso ele expressa no Salmo 55:12-15. Ele queixou-se que seu inimigo era seu íntimo amigo.

Louvado por uns, odiado por muitos. Davi sofreu problemas de depressão, opressão, niilismo, perturbação, tentações várias, mas nem por isso ele abriu sua boca para com insensatez ignorar o plano de Deus em o aperfeiçoar, em apurar sua fé. Ele sabia usar as adversidades que vinham para derrubá-lo como oportunidade de buscar forças no Senhor, e não em si mesmo.

Davi buscava seu refúgio no Deus de sua vida, de quem lembrava até mesmo quando ia deitar-se. Ele não sofreu de amargura e decepção com relação ao Senhor, pelo contrário. Ele várias vezes abriu sua boca para dizer: Eu te amo, ó Senhor (Salmo 18:1). De forma que podemos ver em Davi um modelo daquilo que devemos aprender, não propriamente dele, mas do que o Senhor requeria e operava em sua vida. Vamos destacar os seguintes pontos:

  • Manter um coração humilde. Um coração humilde é aquele que em todo momento sabe e encarna sua fraqueza e incapacidade, mas que busca no Senhor sua força e sabedoria. É daí que vem a capacidade de aprender e crescer na fé com as mais variadas dificuldades da vida. Humildade é reconhecer sua total incapacidade e buscar o auxílio e dependência de Deus.
  • Conhecer a Deus. Nada disso seria possível se Davi não conhecesse ao Deus que servia. Para isso, a Palavra era a pedra fundamental, a fonte de toda percepção acerca de Deus e sua ação no mundo e em sua vida. Ter uma vida orientada pela Palavra é a única forma segura de conhecermos mais a Deus e crescermos na fé.
  • Louvar a Deus. Davi compôs muitos Salmos nos quais encontramos muitas confissões, louvores, declarações de fé e até mesmo suas queixas e lamentos. Isso nos ensina que um servo de Deus deve a Ele toda a sua devoção e amor, não importa quais sejam as situações. Vivemos em aliança com o Senhor e os termos da aliança requerem fidelidade de nossa parte.

Davi louvou mesmo tendo passado por inúmeras tribulações e angústias. Na verdade, ele o fez justamente em meio a elas e experimentou consolo, refúgio, graça e misericórdia junto ao trono da graça, pois sabia que Aquele que se assenta sobre o trono é o Rei de toda a terra. Davi sabia que Deus reina absoluto e seu prazer está posto naqueles que são os santos da terra, aos quais ele faz com que todas as coisas cooperem para o seu bem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s