Mensagens

Crise! E Agora!?

Uma Resposta Cristã às Provações

Texto: Tiago 1:2-4

Meus irmãos, considerem uma plena alegria sempre que passarem por diversos problemas, entendendo que o teste da fé de vocês produz paciência. Mas tenha a paciência ação completa, para que vocês sejam maduros e íntegros, em nada deficientes.[1]

            Falta de emprego, criminalidade aumentando, falta de atendimento em hospitais e o completo sucateamento do sistema de saúde, os particulares lotados; crise econômica para todo mundo, má administração pública. O aumento das epidemias como as causadas pelo mosquito aedes, a gripe que voltou com força em alguns estados. Essas são apenas algumas crises externas de muitas. Frequentemente elas acabam gerando crises internas e reações de várias maneiras também. Mas crises e circunstâncias difíceis, não são exclusividade da vida moderna ou urbana.

No contexto do primeiro século da nossa era Tiago escreve a cristãos que passavam por problemas graves onde as crises externas provocavam também crises internas. Ser judeu não era nada fácil naquele momento (só naquele?). Ver sua nação subjugada por outra e ter que andar em conformidade com as leis e regras de outros era algo de incômodo geral. Ser um judeu convertido a Cristo era muito mais difícil ainda. Além de passar pelo que todo judeu passava como colônia romana, ainda ser odiado pelos compatriotas que não haviam aceitado a vinda do Messias, perseguidos, maltratados, ter seus bens espoliados, expulsos de suas cidades, não era brincadeira.

            Conforme vamos lendo a carta que Tiago endereçou aos judeus cristãos dispersos por vários lugares, dentre os assuntos, não parece haver necessariamente algum problema teológico ou heresia sendo combatida. Mas ele trata de problemas de origem prática.

Da mesma forma no nosso caso, pois é provável que nos falte a prática necessária para desenvolvermos a vida cristã de acordo com a fé que professamos e com o propósito de Deus. Saber como se portar ante a crise, e permanecer firmes.

  • Reaja de maneira cristã às provações.

(“Tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações”)

Isso significa que é preciso encarar as provações também de maneira cristã. E o texto diz com respeito a várias provações, de todos os tipos. Isso inclui as mencionadas anteriormente.

A provação aqui referida é o meio de Deus testar nosso caráter e não tem necessariamente a ver com o despertamento da cobiça e do pecado. A provação é um meio de nos polir e de sermos aprovados por Deus.

Por isso, Tiago nos diz que a maneira cristã de enfrentarmos os diversos tipos de problemas é com alegria. O que pode parecer absurdo e sem sentido tal afirmação. No entanto, se a nossa inclinação natural é reagir mal aos problemas, então essa exortação faz todo sentido.

Não poucas vezes reagimos mal com murmurações, lamentações, culpando literalmente Deus e o diabo, culpando todo mundo. Isso geralmente acontece pela razão de não entendermos na prática qual o propósito de Deus para nós nas crises.

Se Tiago diz que como cristãos devemos ter como motivo de alegria o fato de passarmos por várias provações, deve ser por que ele tem em mente um propósito muito firme e positivo acerca disso.

  • Entenda biblicamente o propósito das provações.

(“Sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança”)

Nós só nos chateamos quando não entendemos para que passamos por problemas (embora raramente no momento ou depois saibamos o porquê). Se percebermos de maneira apropriadamente cristã que as provas são usadas por Deus em nossas vidas para provar nossa fé e confirmá-la, então não teremos razões para reagirmos de modo anticristão. Teremos perseverança, resistência, resignação. Esse é o propósito de Deus para nós em Cristo.

Em Romanos 5:3,4 Paulo fala sobre esse entendimento aplicado nas situações de tribulação que produzem na vida do cristão perseverança, experiência e esperança. Ele mesmo aprendeu pela provação a viver contente em toda e qualquer situação (Fp. 4:11).

Semelhantemente, Pedro diz que mediante todo tipo de provação, uma vez confirmado o valor da [nossa] fé…redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo (1 Pedro 1:7).

Hebreus 12:11 diz que nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.

O próprio Tiago afirma que feliz é aquele que suporta com perseverança a provação, pois receberá a dádiva que Deus tem separado para aqueles que assim suportam em paciência (1:12).

Temos os exemplos do Antigo Testamento, como José, Jó, os amigos de Daniel, o profeta Oséias e certamente não faltariam outros que, pela perseverança e pela paciência alcançaram as dádivas prometidas por Deus.

O que se vê biblicamente é que as provações são o meio de Deus nos experimentar num sentido de disciplina. E o produto dessa provação é a perseverança, um caráter fortalecido. Para isso, como já vimos até aqui, faz-se necessário a) responder de maneira adequada às provações, b) entender o objetivo delas. Mas a perseverança possui um objetivo ainda: alcançar a maturidade pelo exercício da constância.

  • Seja constante

(“Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes”)

Pessoas imaturas são impacientes, murmuradoras, intolerantes, rancorosas, o tempo todo sentem pena de si mesmas, culpam os outros por suas mágoas e não suportam a menor instabilidade. Em geral são pessoas que facilmente se irritam por não ter o controle da situação.

Cristãos maduros aprendem ao longo da vida a perseverar em paciência, sabendo que as circunstâncias ao redor estão para além do seu controle. Isso faz com que sua vontade seja cada vez mais submissa aos desígnios de Deus e abertos ao ensino.

A perseverança é uma dádiva de Deus que deve ser buscada durante toda a vida. Isso quer dizer que haverá sempre um “quando” e não um “se” passarmos pelas crises. Nosso dever é de sermos constantes, estar sempre à disposição de Deus, e não de nós mesmos. Só em Deus podemos alcançar constância, pois vez após vez variamos nosso temperamento e reações às dificuldades, dependendo da intensidade e da frequência delas.

Pelo tempo e pela experiência a perseverança e a paciência nos tornam maduros. Maturidade é o produto final das provações sobre nós depois de provados aprovados. É o resultado de uma resposta cristã às crises.

  • Aplicando a Vida

Tiago diz que nossa maturidade na fé em Deus depende do modo como encaramos e entendemos o propósito das provações, e se permanecemos firmes nesse propósito.

Neste caso, sua intenção é de corrigir uma conduta de reação errônea diante das circunstâncias difíceis, a uma conduta cristã de acordo com o caráter e a vontade divina.

Uma vez que Deus a ninguém tenta, mas prova com o fim de sermos aprovados, ele sempre tem um fim proveitoso em nossas vidas por meio das crises. E nós somos desafiados a pôr em prática nosso conhecimento acerca disso e não ficar apenas na teoria.

Devemos então:

Ter cuidado com a murmuração. Parar de murmurar e assumir uma posição realmente cristã no modo de lidar com os problemas da vida.

Ter mais paciência. Quer com as pessoas, quer com as situações mais complicadas. Devemos pensar bem antes de demonstrar impaciência. Será que é a melhor atitude que posso tomar nesse momento?

Orar e pedir a Deus sabedoria, paciência e perseverança para pôr em prática tudo o que cremos e sabemos sobre isso, mas que pode estar em falta justamente pelo modo como temos visto os problemas. Essas virtudes são dádivas exclusivas de Deus que ele tem o prazer de nos conceder se de fato desejamos obtê-las. Se nossa intenção real é em toda circunstância sempre obedecer a Deus. Ele jamais nos privará daquilo que ele deseja que lho peçamos.

________________

[1] Tradução idiomática própria, a partir do texto grego majoritário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s