Antologia Cristã

Jesus das Cicatrizes

Um poema de Edward Shillito (1872-1948), um ministro da Igreja Livre da Inglaterra durante a Primeira Guerra Mundial:

Se jamais Te procuramos, agora a Ti buscamos;
Os teus olhos iluminam através do escuro, nossas únicas estrelas;
Deveríamos ter visto as marcas dos espinhos em Tua fronte,
Deveríamos ter a Ti, ó Jesus das Cicatrizes.
Os céus nos assombram; estão muito calmos;
Em todo o universo não temos lugar.

Nossas feridas machucam; onde está o bálsamo?
Senhor Jesus, por Tuas Cicatrizes, suplicamos Tua graça.
Se, quando as portas estão fechadas, Tu chegas mais perto,
Apenas revela Tuas mãos, o Teu lado;
Sabemos, hoje, o que são feridas, sem medo;
Mostra-nos as Tuas Cicatrizes, sabemos a contra-senha.

Os outros deuses eram fortes; mas Tu eras fraco;
Eles cavalgavam, mas Tu cambaleaste até um trono;
Porém, às nossas feridas, somente as feridas de Deus podem falar,
E nenhum deus tem feridas, mas apenas Tu.

Traduzido por Victor San a partir do site thegospelcoalition.org.

O texto pode ser lido em inglês aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s