Traduções

Como Praticar a Hospitalidade Bíblica

Por Pat Ennis

Quer você esteja desfrutando de devoções pessoais, de um estudo bíblico, ou de um culto de adoração, que imagens surgem em sua mente quando você se depara com textos que incentivam a hospitalidade?

Para muitos, as imagens refletem fotografias brilhantes de uma revista—uma casa imaculada, um cardápio gourmet, um conjunto de mesa requintado. E embora algumas dessas imagens possam ser aplicadas à hospitalidade bíblica em determinadas situações, o que elas realmente retratam é um entretenimento.

Quando a hospitalidade é descrita nas Escrituras, não há nenhuma instrução relativa a decoração, cardápio ou conjunto de mesa.

Façamos uma caminhada através das Escrituras, delineando um retrato escrito da hospitalidade bíblica.

Retrato Escrito

• De acordo com João 14:15, 21-24, a evidência primária de que alguém é um Cristão e ama a seu Pai celestial, é sua escolha de obedecer a seus mandamentos. Embora vivamos num mundo que nos incentiva a “fazer as coisas à nossa própria maneira,” aprendi que para agradar ao Senhor, preciso responder a todas suas instruções com um espírito obediente, não apenas escolher àquelas que me agradam—e isto inclui nossa resposta ao que sua Palavra nos ensina sobre a hospitalidade.

• Romanos 12:13b diz que devemos praticar a hospitalidade—literalmente, “almejar o amor de desconhecidos” (Hb. 13:2)—não simplesmente ficarmos sempre com nossos melhores amigos. Se queremos demonstrar obediência ao nosso Pai celestial, praticaremos a hospitalidade bíblica.

• 1 Pedro 4:9 adiciona informação à instrução sobre a prática da hospitalidade e nos lembra que nossa atitude é de extrema importância—devemos praticar a hospitalidade sem reclamar. Este versículo nos desafia a realizar uma sondagem em nossos corações para discernir se estamos utilizando esta oportunidade para ministrar com “sinceridade de coração” (Cl. 3:23).

• Somos lembrados em Hebreus 13:2 que nossa disposição de oferecer hospitalidade pode ter implicações de longo alcance. Se estudarmos a vida de Abraão e Sara (Gn 18:1-3), Ló (Gn 19:1-2), Gideão (Jz 6:11-24), e Manoá (Jz 13:6-20), aprendemos que todos os desconhecidos recebidos com hospitalidade eram na verdade, mensageiros especiais de Deus. Enquanto que nossa motivação nunca deve ser dar para receber, Lucas 6:38 afirma claramente que a medida que estamos utilizando para distribuir nossos dons e talentos será a mesmo usada para suprir a nós mesmos. Qual é o tamanho da medida da sua hospitalidade?

• 3 João 7-8 nos desafia a oferecer hospitalidade aos que estão envolvidos em ministério Cristão vocacional. É entusiasmante saber que ao compartilharmos nossas casas e recursos com servos de nosso Senhor, nos tornamos uma parte ativa de seus ministérios.

• Um dos requisitos para indivíduos envolvidos na liderança de igrejas, de acordo com 1 Timóteo 3:1-2 e Tito 1:7-8, é a disposição de permitir que outros os observem dentro de suas casas—a arena na qual seu cristianismo se revela de forma mais real. Você tem o privilégio de estar numa posição de liderança em sua igreja? Se assim for, lembre-se de que estes versículos são requisitos, não sugestões.

Cultivando um Coração Hospitaleiro

Ao considerarmos as passagens bíblicas que nos desafiam a praticar a hospitalidade, a maioria de nós pode se lembrar de um momento em que tentamos oferecer nossa amizade e nos deparamos com rejeição. Se você é como eu, Satanás pode usar essa rejeição como uma barreira para impedir que você obedeça a Deus em ocasiões futuras.

Para cultivarmos um coração bíblico hospitaleiro, devemos nos recusar a confiar em nossos feitos ou nos debruçar sobre nossos fracassos. E devemos deixar de lado rejeições e rancores passados. Em vez disso, devemos buscar subir a “montanha da hospitalidade.” Não é trabalho fácil, mas vale a pena. A subida começa com o desenvolvimento de estratégias adequadas para a escalada; aqui estão algumas para você começar:

* Colete e arquive receitas simples, de baixo custo para sobremesas e refeições.
* Faça uma lista de pessoas que seriam encorajadas através de sua oferta de hospitalidade.
* Planeje convidar seus primeiros hóspedes em breve.
* Comece simples—convidar espontaneamente alguém para ir a sua casa depois do culto é um grande começo.
* Ore para que nosso Deus hospitaleiro lhe dê alegria em demonstrar seu caráter para os outros.
* Lembre-se que memórias requerem tempo e energia para serem criadas.
* Proponha-se a cultivar um coração bíblico hospitaleiro que diga sinceramente: “Volte em breve.”

Veículo para Evangelismo

A igreja do século 21 tem cultivado procedimentos e ferramentas altamente sofisticadas para o evangelismo. Sessões de treinamento, recursos online e em mídias, seminários, manuais e livros de metodologia estão disponíveis por todo lado. No entanto, à medida que estudamos a Escritura, vemos também que no início da expansão do cristianismo, os lares serviram como centro de evangelismo.

Que Deus nos dê a graça de responder às suas boas-vindas em Cristo, acolhendo a outros intencionalmente, guiados pelo evangelho.

Traduzido por Kellvyn Mendes a partir de http://www.thegospelcoalition.org/pt/article/como-praticar-a-hospitalidade-biblica

__________________

Pat Ennis é a diretora de programas de vida domésticos e distinta professora de vida doméstica no Southwestern Baptist Theological Seminary. Ela é co-autora, com Lisa Tatlock, de Practicing Hospitality: The Joy of Serving Others. Ela é também o co-editora, com Dorothy Patterson, de The Christian Homemakers Handbook. Sua missão de vida se reflete em seu blog, theeverydayhomemaker.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s