Traduções

Você Não Pode Transformar Limões em Limonada

Todos nós conhecemos o ditado: “Quando a vida lhe der limões, faça uma limonada.” De certa forma, tornou-se um mantra para lidar com as decepções da vida. Quando a vida não sai do seu jeito, tire algum proveito disso. Quando você está decepcionado com a maneira que as coisas são, mude-as para melhor. Quando algo de ruim acontece com você, não deixe que isso te derrube.

Mas seria essa a melhor maneira de lidar com as decepções? Será que basta colocar um sorriso em nosso rosto e fingir que a amargura é na verdade açúcar disfarçado? Eu não sei quanto a você, mas eu não consigo fazer isso.

Vestígio da Queda

limãoTodos nós enfrentamos decepções algum dia. Seja não conseguindo a vaga na equipe de líderes de torcida pelo segundo ano consecutivo (acredite se quiser) ou não conseguindo o emprego que você sempre sonhou, a decepção começa cedo e continua até a sepultura. Se você viver o bastante, vai experimentar decepção em alguma proporção. Isso é certo. Mas existe uma maneira de pensar teologicamente sobre nossas desilusões? Acho que sim.

Como cristãos, vemos tudo através desta lente tri-focal: somos feitos à imagem de Deus, vivemos em um mundo caído, e confiamos em Cristo para a redenção. Este paradigma nos ajuda a entender nossas decepções. Obviamente, há vários graus de decepção. Mas eu me lembro de ouvir Tim Keller dizer uma vez que cada dia é uma Lia. Como no exemplo de Lia do Antigo Testamento, diariamente somos lembrados de que a vida nunca vai ser exatamente como esperávamos.

Em Gênesis, Lia enfrentou sérias decepções. Se viver na sombra da beleza de sua irmã não fosse suficiente para desencorajá-la, ser dada em casamento a um homem que não a amava seria. Imagine acordar todos os dias sabendo que nenhuma quantidade de carinho, esforço ou gravidez vai fazer seu marido te amar mais do que no dia anterior.

Da mesma forma, todos os dias nos deparamos com circunstâncias que destroem nossas expectativas e nos mergulham na decepção. Amigos pecadores nos ferem ou nos desapontam. Corpos são quebrados e devastados por doença ou infertilidade. Os filhos nos confundem e nos sobrecarregam. Cônjuges falham em não nos entender ou apreciar. Ofertas de emprego vão por água abaixo. Carros quebram. O seu telhado precisa ser trocado na semana antes do Natal. Então, quando você está decepcionado, você simplesmente tira o melhor das circunstâncias e espera por algo melhor na próxima vez? Felizmente, a Bíblia nos dá uma outra maneira.

Melhor Que Limonada

Encarar a decepção, seja ela qual for, é mais do que apenas transformar o seu mal em bem. Tente isso por um tempo e você vai logo entender que é quase impossível. Considere a história de José, outra figura do Antigo Testamento cuja vida encarnou a decepção. Ele foi desprezado por seus irmãos e vendido como escravo (Gênesis 37:12-36), incompreendido e falsamente acusado por seguir a lei de Deus (Gênesis 39). Ele era um estranho em uma terra estranha, sem uma família para chamar de sua. No entanto, quando ele finalmente foi justificado diante de seus irmãos, ele demonstrou grande confiança — não em sua própria capacidade de sair de uma situação ruim, mas no Deus que destina cada decepção para o bem (Gênesis 50:20). José entendeu que Deus estava trabalhando o tempo todo.

Deus não trabalha para “fazer o melhor possível” quando as coisas não acontecem do nosso jeito. Ele não varre e junta os cacos depois de nossos melhores planos desmoronarem. Ele está sempre trabalhando, mesmo em nossas decepções, e utiliza essas provações para um propósito maior. Assim, não lidamos com circunstâncias decepcionantes saindo de situações por nossos próprios esforços ou virando do avesso nossa cara fechada. Em vez disso, confiamos no Deus que está sempre planejando tudo para o nosso bem (Romanos 8:28).

A vida certamente nos dá limões. Mas precisamos de mais do que limonada doce para substituir o azedume dos limões circunstanciais. Cada decepcionante dia nos lembra que este não é o nosso lar. Quando os dias não saem do nosso jeito, ansiamos por uma vida melhor, onde não haja mais lágrimas, decepções, tristezas e sofrimentos. Uma vida onde o Deus que fielmente prometeu nos guardar até o fim enxugará todas as lágrimas de decepção para sempre. E isso, meus amigos, é muito melhor do que a melhor limonada.

__________________

Traduzido por Leno Santana, a partir do site: thegospelcoalition.org

Courtney Reissig escreve para o Conselho sobre Masculinidade e Feminilidade Bíblica e para o Seminário Teológico Batista do Sul. Ela é casada com Daniel, e juntos eles vivem em Little Rock, Arkansas, onde Daniel está trabalhando para ajudar a plantar uma Igreja Batista Central. Ela bloga regularmente no ‘In View of God’s Mercy’.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s